Unijorge: ‘homem não estava com explosivo’, afirma tenente
24/07/2016 18:19 em Novidades

O homem que ameaçou explodir uma bomba no campus Paralela das Faculdades Jorge Amado (Unijorge), neste domingo (24), não teria passado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Bahia (OAB-BA), e teria problemas com a Justiça. Ele também estava sem explosivos amarrados à cintura, conforme a ameaça feita durante a realização do teste. A informação foi fornecida à imprensa em frente ao prédio pelo tenente-coronel Coutinho, um dos responsáveis pela negociação, que terminou sem nenhum ferido.

“O indivíduo apresenta sinais de transtornos psiquiátricos. Após fazermos processo e avaliação, através de procedimentos utilizando protocolo internacional, não foi vista nenhuma substância explosiva dentro da sacola que ele portava”, declarou.

Ainda conforme o oficial, a negociação foi vista como exitosa pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). “Teve o objetivo de minimizar efeitos e isso foi conseguido. A sacola em frente do corpo ficava difícil de visualizar objetos, mas o prognóstico foi favorável”, afirmou.

Franklin Oliveira da Costa já teria perdido outros exames da OAB em anos anteriores e foi encaminhado para o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!