Veteranos tem cuidado redobrado na preparação do Brasil para a Copa América
29/05/2019 17:07 em Esporte

A seleção brasileira que disputará a Copa América terá 14 jogadores que estiveram no Mundial de 2018, incluindo alguns "veteranos". Jogadores como Thiago Silva, Filipe Luís e Fernandinho - além de Daniel Alves, que não foi à Rússia por causa de uma lesão -, todos com mais de 30 anos, foram chamados por Tite também como forma de dar experiência à seleção. Com a rodagem, contudo, veio o cuidado maior com a condição física.

Um dos problemas é que todos os veteranos atuam em clubes da Europa e estão em final de temporada. O grande número de jogos pode ser um gatilho para lesões musculares. É o caso, por exemplo, de Fernandinho, que se recuperou de uma recentemente.

A preocupação é tanta que alguns atletas chegaram a abrir mão de folga para melhorar o condicionamento físico. Fernandinho e Filipe Luís trabalharam na Granja Comary na segunda-feira. Thiago Silva, que era esperado apenas nesta terça-feira em Teresópolis, apresentou-se na segunda e no mesmo dia iniciou trabalhos na academia.

Todos eles estão participando normalmente dos treinos com bola no CT da seleção - Fernandinho só ficou de fora do primeiro, na quinta-feira passada. Mas a comissão técnica, assim como fizera ano passado, antes da Copa do Mundo da Rússia, trabalha a parte física dos jogadores individualmente. As atividades acontecem sempre pela manhã no Centro de Excelência do Futebol Brasileiro, na própria Granja Comary, que possui equipamentos para exercícios físicos e avaliações médicas.

Além dos veteranos, outra preocupação recai sobre atletas que ainda não se apresentaram por não terem encerrados seus jogos pelos clubes. Alisson e Firmino, do Liverpool, disputam a final da Liga dos Campeões no sábado e vão se integrar à seleção apenas na semana que vem. Os dois deverão ser titulares na Copa América.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!