'A comédia tem o dom de estar próxima do drama', diz Leandro Hassum
15/03/2019 14:43 em Famosos

Estreia nesta quinta-feira, 21, em circuito nacional, o filme "Chorar de Rir", dirigida por Toniko Melo, que traz o ator Leandro Hassum no papel de Nilo Perequê, o maior comediante do país. Mesmo tendo como rival JP Santana (Rafael Portugal), que é capaz de tudo para tomar seu lugar, Nilo tem de lutar contra ele mesmo. 

O protagonista fica frustrado ao perceber que não tem o mesmo reconhecimento de atores dramáticos, e que sua ex-namorada, Bárbara (Monique Alfradique), está envolvida com um diretor 'cabeça'. Por isso, ele resolve dar uma guinada radical na carreira.

Ao abandonar tudo para interpretar Hamlet, de Shakespeare, no teatro, Nilo tem de enfrentar alguns obstáculos no desenrolar da história, que pretende divertir e emocionar o público. 

Em entrevista ao Portal A TARDE, Leandro Hassum falou sobre o personagem, que vive um dilema entre a comédia e o drama. "A comédia tem esse dom de estar tão próxima do drama e de te sensibilizar por outro lado", contou.  

O ator destaca ainda que tem vontade de fazer drama, mas que existe uma grande diferença entre ele e Nilo Perequê. "O que eu não tenho mais, depois de quase 30 anos de carreira, é essa imaturidade, é se deixar contaminar tão fortemente pela opinião dos outros", diz.

Ele completa que sabe tirar proveito das críticas construtivas. "É saber ouvir uma crítica, tirar dessa crítica o que é bacana para você, mas que isso não seja o que vai moldar a sua carreira, que a sua carreira esteja sempre na sua mão, que a sua verdade esteja sempre com você".

Hassum interpreta Nilo Perequê, o humorista número 1 do Brasil.
Hassum interpreta Nilo Perequê, o humorista número 1 do Brasil

Leandro Hassum diz que Nilo é ingênuo ao achar que precisa abandonar a comédia para ser um ator dramático e ser levado a sério. "Quantas vezes em quase 30 anos de carreira eu já ouvi 'quero te ver fazendo um drama'. Não é que eu nunca cedi, mas eu quero fazer o que eu me sinto bem e a comédia sempre foi minha zona de conforto, porque eu tinha certeza que a hora que eu quiser fazer um drama vou saber fazer. Não tenho dúvida disso", ressaltou Leandro.

O ator lembrou também que existe uma coisa em comum entre ele e seu personagem, que é o amor pela profissão. E por falar em amor, quando perguntado sobre o que o faz chorar de rir, ele respondeu rapidamente que é a sua filha. Ele disse que é tão apaixonado por ela que até a deixou pintar seu cabelo de branco.

Leandro falou ainda que os diretores sempre dão liberdade a ele quando questionado sobre o improviso, marca registrada do ator. "O diretor que me chama pra trabalhar tem que saber me dar essa liberdade, porque senão você não precisa chamar o Leandro. Se eu não posso botar minha assinatura, não tem muito sentido".

Com Monique Alfradique como par romântico no filme, Hassum afirma que trabalharia com ela outras vezes." Se pudesse, eu trabalharia sempre com a Monique sendo meu par romântico, porque ela, além de ser uma ótima atriz, tem um tempo de comédia maravilhoso. Morro de rir, acho ela talentosíssima pra comédia".

Quem também faz uma participação especial no filme é Sidney Magal. O cantor disse ao Portal A TARDE que, ao receber o convite, não fazia ideia de como seria o personagem, mas já foi logo dizendo: "Olha, eu quero fazer porque eu adoro o Leandro, sou amigo dele e com certeza vai ser um sucesso esse filme, como tudo que ele faz".

E será que o público já pode esperar por um 'Chorar de Rir 2'? Isso ainda não dá pra saber, mas o que se sabe é que Leandro Hassum está torcendo pelo sucesso e pela continuidade do filme. 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!