Renan Calheiros ‘pega ar’: “Um juizeco de primeira instância não pode atentar contra um poder”
25/10/2016 14:56 em Politica

 Em coletiva de imprensa dada nesta segunda-feira (24), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), investigado na Lava Jato, anunciou que ingressará com ação no Supremo Tribunal Federal contra a Operação Métis, que investiga desvios de policiais do Senado. A operação em questão havia sido autorizada pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, para quem são “gravíssimos” os indícios contra os policiais.

“É uma ADPF no sentido de fixarmos claramente as competências dos poderes, porque um juizeco de primeira instância não pode, a qualquer momento, atentar contra um poder. Busca no Senado só se pode fazer pelo Senado, e não por um juiz de primeira instância”, disse Renan, acrescentando que é preciso definir “claramente” a competência dos poderes.

Ele ainda comentou a Lava Jato e afirmou que não há nada demais em comentar supostos “excessos” nas investigações. “A Lava Jato é sagrada, ela significará sempre avanços para o país, mas não significa dizer que não podemos comentar seus excessos, e comentar excessos não significa conspiração”, completou Renan.

 

VN

 
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE
Para ouvir nossa rádio, baixe o aplicativo RadiosNet para celulares e tablets com Android ou iPhone/iPads.