FILHO DE SUBSECRETÁRIO RECEBE AMEAÇA DE VEREADOR EM CANDEIAS COM ARMA DE FOGO.
08/11/2018 10:04 em Bahia

 

Vereador eleito com maior votação em Candeias, na Bahia, em 2016, Arnaldo Araújo (PSDB) pode não completar o mandato. O vereador, mais conhecido como Arnaldo “do Ponto Econômico”, é alvo de uma ação na Justiça Eleitoral por suposta compra de votos.

Segundos os autos do processo, o tucano deu R$ 100 a vários eleitores para angariar votos em favor da própria candidatura. A suspeita já rendeu, inclusive, ação da Polícia Federal que, em novembro do ano passado, fez operação para coletar provas sobre o caso.

O processo, porém, está empacado na mão do juiz Tadeu Ribeiro de Vianna Bandeira, que não conclui a tramitação. Caso a suspeita de compra de votos seja confirmada, os envolvidos podem pegar quatro anos de reclusão, além da cassação do mandato.

Não bastassem os problemas com a Justiça eleitoral, o vereador está envolvido em outra confusão: é acusado de ameaçar, com uma arma de fogo, o filho e um subsecretário do município. A confusão teria começado após o primeiro turno da eleição desse ano. O caso é investigado pela 20° Delegacia Territorial de Candeias

Contatado pela reportagem, o vereador negou as acusações. Disse ser vítima de uma emboscada política e disse que a única “porcaria” que se meteu foi a política. “Se comprei voto, comprei para o prefeito. Nunca pedi voto para mim. Os fatos estão indo para o juiz e lá vou esclarecer”, disse.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!