NATAL - Médica que rasgou receita de paciente por voto em Haddad é afastada
11/10/2018 11:36 em Brasil

A médica infectologista Tereza Dantas foi afastada das atividades no Hospital Estadual Giselda Trigueiro, em Natal, após ter rasgado a receita médica de um paciente por ele ter declarado que votou em Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência da República.

Em nota a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) de Natal afirma que foi aberta uma sindicância para apurar o caso e tomar as medidas cabíveis.

“A direção do Hospital Giselda Trigueiro esclarece que esta não é uma conduta adotada pelo hospital, nem muito menos de orientação da Sesap. A profissional ficará temporariamente afastada das atividades”.

O caso do aposentado José Alves de Menezes, 72 anos, ganhou repercussão nas redes sociais na última terça-feira (9). Tereza teria perguntando ao rapaz em quem ele tinha votado para presidente e após ouvir o nome de Fernando Haddad ela rasgou o papel.

O senhor chegou a achar que era uma brincadeira da profissional.

Em entrevista ao site G1, a médica declarou que estava arrependida da atitude. “Eu pedi perdão a Deus e pedi que ele me ajudasse a tirar de mim essa mágoa. Eu nunca gostei de extremismos e estava me transformando em algo que não gosto. Não deveria ter feito isso, eu sei. Agi por impulso e, por isso, peço desculpas”, disse.

 

 

Bahia.ba

COMENTÁRIOS