Homem diz que fazia ato obsceno para 'ativar testosterona' durante musculação
09/08/2018 - 15h09 em Bahia

"Ele disse que estava fazendo musculação e, entre uma série e outra, se masturbava para ativar a testosterona", disse o delegado Victor Spínila Bastos sobre Bruno da Silva Santos, 33 anos, preso nesta quarta-feira, 8, ao ser flagrado fazendo um ato obsceno para sete adolescentes, na Cidade Baixa.

crime aconteceu quando o homem estava no terraço de uma casa no bairro de Roma, observando as meninas, que têm entre 11 e 15 anos, durante ensaio de uma coreografia que elas faziam na área aberta de uma casa próxima.

"Elas estavam dançando quando perceberam o homem no terraço. Ele estava sem rouba fazendo o ato explicitamente para que elas o percebessem. Uma das meninas chamou a mãe e contou sobre o homem", informou o titular da 3º Delegacia Territorial do Bonfim, que investiga o caso.

Quando a mulher, que não teve o nome revelado, foi ao local para falar, Bruno ainda a ameaçou de morte, caso fosse registrado uma queixa. "Ele (Bruno) ficou dizendo que era aquilo mesmo, que não iria parar. A mãe e as adolescentes vieram para delegacia e registraram o boletim. Imediatamente, nós chamamos os pais das outras seis meninas. Depois que esclarecemos o caso, os policiais foram ao imóvel e o prenderam", falou Spínola.

O delegado ainda contou que Bruno apresentou muita agressividade durante a prisão em flagrante: "Ele se mostrou bastante agressivo, não só na casa, mas também aqui na delegacia. O homem estava muito agressivo com a mãe e a irmã dele".

 

"

Ele (Bruno) ficou dizendo que era aquilo mesmo, que não iria parar. A mãe e as adolescentes vieram para delegacia e registraram o boletim

Victor Spínila Bastos, titular da 3º Delegacia Territorial do Bonfim, falando sobre o depoimento da mãe de uma das adolescentes 

 

Perturbação psicológica

Spínola suspeita que o suspeito tenha algum tipo de distúrbio mental: "Visivelmente, ele tinha alguma perturbação psicológica. Muito perturbado, mas a mãe dele afirmou o tempo todo que o filho não tinha nada. Contudo, mesmo que ele tenha algum distúrbio, isso não impede que responda pelo crime que cometeu".

No terraço onde o assediador estava foram encontrados traços de sêmen. "Os investigadores recolheram também um material genético de Bruno, que serão comparados no Departamento de Polícia Técnica", explicou.

Após a prisão em flagrante, o homem ficou custodiado na 1ª Delegacia dos Barris. Ele foi encaminhado na manhã desta quinta, 9, para a audiência de Custódia, nas dependências da Central de Flagrantes, na avenida ACM.

"Nós fizemos uma solicitação para que a justiça converta o pedido de prisão em flagrante para a preventiva e espero que saia ainda hoje, mas ele agora está à disposição do magistrado", informou o delegado.

Familiares de Bruno não foram localizados para falar sobre o caso.

*Sob orientação do editor Juracy dos Anjos.

Bruno foi encaminhado para audiência de de custódia nas dependências da Central de Flagrantes
Bruno foi encaminhado para audiência de de custódia nas dependências da Central de Flagrantes

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!