Rui confirma Coronel ao Senado e anuncia estratégia de pré-campanha
26/06/2018 - 8h06 em Politica

Em reunião de duas horas e meia com líderes partidários, na qual confirmou o nome do presidente da Assembleia Legislativa (Al-BA) Ângelo Coronel para o Senado, em sua chapa majoritária, o governador Rui Costa (PT) anunciou estratégia de pré-campanha, com caravanas ao interior do estado, a partir do dia 7 de julho, e construção coletiva de um Programa de Governo Participativo (PGP). O encontro ocorreu no fim da tarde desta segunda-feira, 25, no Palácio de Ondina, em Salvador, e foi fechada à imprensa.

Com a já esperada oficialização do nome de Coronel, que disputava a vaga com a senadora Lídice da Mata (PSB), a chapa fica completa com os nomes de Jaques Wagner (PT), que também concorre à senatória, e João Leão (PP), para vice-governador. As suplências das cadeiras ao Senado não foram discutidas nesta segunda, informaram líderes partidários ao A TARDE, em respeito à ausência do PSB, que realizava, naquele momento, plenária para discutir o destino político de Lídice

A informação é a de que até o dia 6 de julho, as suplências sejam oficialmente anunciadas. Até lá, Rui tem pela frente conversas com o PSB, que coloca o nome do deputado federal Bebeto; PCdoB, cujo pretendente é o presidente estadual da legenda, deputado federal Davidson Magalhães, e com o PP, cuja indicação seria à do deputado federal Ronaldo Carletto. 

Caravanas

A estratégia de pré-campanha de Rui é a construção de um programa de governo com a participação de todos os partidos de sua base de apoio, além de ouvir setores social e econômico nos 14 territórios de identidade do estado a partir de caravanas. Rui inicia seu périplo logo após o dia 7 de julho, data limite prevista na legislação eleitoral para que ele inaugure obras e participe de atos de governo.

Cada partido deve indicar, até esta terça, 26, um nome para compor o grupo responsável pela construção coletiva do Programa de Governo Participativo (PGP). O PP já indicou o senador Roberto Muniz e o PT, o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues. "A ideia é repetir o que foi feito em 2014: as sugestões da sociedade, que podem ser cumpridas, entrarão no PGP", disse o pré-candidato Ângelo Coronel.

Outro ponto definido, entre partidos da majoritária, foi o de que, semana que vem, em data ainda indefinida, lideranças devem se reunir mais uma vez para traçar estratégias para financiamento da campanha eleitoral, que este ano está minguada. “Será uma eleição difícil na questão econômica. Agora que a chapa já está oficial, nós vamos fechar o orçamento e discutir onde arrecadar”, disse o vice-governador João Leão para A TARDE.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!