Caciques do PSB e PCdoB dão cano no forró de Rui Costa
19/06/2018 - 9h16 em Politica

Os caciques PSB, partido da senadora Lídice da Mata, e lideranças do PCdoB decidiram não comparecer ao forró do governador Rui Costa (PT), na noite desta segunda-feira, 18, no Palácio de Ondina, em Salvador. Lídice, que já estava decidida a não participar do evento junino, afirmam correligionários, foi convocada às pressas pela executiva nacional do PSB em Brasília no meio da tarde, para tratar de eleições em âmbito nacional, o que acabou servindo de álibi para sua ausência. O presidente municipal, Domingos Leonelli, também não participou. Os representantes do PSB na festa foram os deputados estaduais Alex Lima, Fabíola Mansur e o secretário de Ciência e Tecnologia, Rodrigo Hita.

A ausência dos aliados no regabofe junino de Rui foi um recado claro da insatisfação com a falta de diálogo com o governador às vésperas do anúncio da chapa majoritária.

O receio tanto de pessebistas quanto de comunistas era o de que Rui anunciasse a chapa ao mundo político baiano sem sequer ter conversado de forma conclusiva com os parceiros históricos, o que criaria um constrangimento. O próprio governador disse, na semana passada, que anunciaria a chapa até esta terça, 19. Mas, em conversa com jornalistas na tarde desta segunda, o governador adiou novamente o anúncio da composição e afirmou que deve ocorrer ainda esta semana. Contudo, políticos muito próximos a Rui informaram para A TARDE que o anúncio deve ficar para após o São João.

"Nós já temos a posição da chapa, mas alguns partidos me pediram que queriam conversar comigo antes do anúncio. Vamos conversar amanhã (terça-feira), alinhar, comunicar o encaminhamento e ver o que eles tem a dizer (...). Vou anunciar essa semana aí, já estamos vendo o local, e vamos fazer uma reunião dos partidos para fazer anúncio da chapa. Nós vamos fazer o anúncio essa semana", disse Rui a jornalistas.

Políticos que estiveram no Palácio de Ondina contaram que o governador, a caráter, estava animado e dançou clássicos do forró com as duas filhas pequenas e com a esposa, dona Aline. Deputados estaduais e federais, além de secretários, Wagner e João Leão, beberam licor e degustaram comidas típicas. Rui não tratou publicamente da composição da chapa.

Insatisfação

Com o PSB a situação é delicada. Oficialmente, a senadora Lídice da Mata ainda disputa a vaga ao Senado ao lado de Ângelo Coronel (PSD), este, que é dado já como certo na composição. Os outros nomes seriam João Leão (PP), na vice e Wagner ao Senado. A senadora deve sair candidata a deputada federal em um chapão. Lídice não atendeu às ligações da reportagem para comentar.

O PSB pleiteia a suplência de Wagner, candidato ao Senado, para o correligionário Bebeto, deputado federal. Wagner, que é dado praticamente como eleito pelos aliados, poderia ocupar um ministério caso o grupo político da centro-esquerda venha a vencer as eleições presidenciais. Portanto, a chance de vagar sua cadeira seria maior do que a de Coronel, caso este venha a ser eleito.

Já o PCdoB definiu internamente que não compareceria porque até esta segunda, o governador não chamou o partido, que também pleiteia a suplência de Wagner. O acordo sobre a suplência, conforme comunistas, estaria fechado há um ano.

"O convite foi para confraternizar. Se não tem um ambiente festivo, iríamos lá fazer o que?", chegou a dizer um comunista que preferiu o anonimato. A TARDE procurou o presidente estadual do partido, Daniel Almeida, para comentar o fato, mas ele não atendeu aos telefonemas da reportagem.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!