FEBRE AMARELA - Vacinação permanece abaixo da meta
27/02/2018 - 8h49 em Saúde / Beleza

A cobertura vacinal ainda está longe de alcançar a meta nos oito municípios que estão participando da campanha de vacinação contra a febre amarela com a dose fracionada. A meta é vacinar 95% da população de Salvador, Camaçari, Candeias, Itaparica, Lauro de Freitas, Mata de São João, São Francisco do Conde e Vera Cruz.

No entanto, o percentual ainda está em 54,3%, mesmo após o Dia D da campanha, realizado no último sábado, 24. Apenas 14.950 pessoas buscaram os postos de vacinação na primeira semana da campanha. Ainda são esperadas cerca de 1,5 milhão de pessoas, até o dia 9 de março, quando se encerra a mobilização.

O coordenador estadual de imunização e vigilância das doenças imunopreviníveis da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Ramon Saavedra, explica que a Bahia está tendo a oportunidade de trabalhar a campanha de vacinação antes de os casos aparecerem.

“Enquanto outros estados estão correndo para impedir o avanço da doença, a Bahia está na fase de prevenção. Então, é de fundamental importância que a população se dirija aos postos de saúde para se imunizar. A vacina é a forma mais eficaz de se proteger contra a febre a amarela”, completa.

Indicação

A vacinação com a dose fraciona é destinada a pessoas a partir dos dois anos de idade, desde que não apresentem condições clínicas especiais. Quem já tomou a vacina em dose completa, ao longo da vida, não terá a necessidade de receber nova dose. A intenção é atuar em locais com grande contingente populacional e evidência de circulação do vírus.

Morte em Minas

Um homem de 52 anos, morador do distrito de Santa Rita, distrito de Ouro Preto, na região Central de Minas, morreu, na madrugada desta segunda-feira, 26, no hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte, com suspeita de febre amarela.

A informação é da prefeitura de Barbacena, no Campo das Vertentes, onde o paciente ficou internado entre os dias 10 e 18 de fevereiro.

O material colhido da vítima foi enviado à Fundação Ezequiel Dias (Funed) para exames. Se o teste for positivo para febre amarela, este será o primeiro caso confirmado da doença no município de Ouro Preto, que está localizado em uma região bastante crítica.

Ocorreram notificações nas cidades vizinhas de Santa Bárbara, Piranga, Belo Vale, Itabirito, Ouro Branco, onde foi declarada situação de emergência, e em Mariana, o município onde foi registrado maior número de casos, 22.

De acordo com o último boletim epidemiológico, publicado pela Secretaria de Estado de Saúde no último dia 20, foram registrados 222 casos confirmados de febre amarela em Minas desde dezembro do ano passado.

Do total, 86 pessoas morreram. Outras 505 notificações estão sendo investigadas por meio de exames laboratoriais.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!