Acusada de racismo, Dove retira anúncio das redes sociais
10/10/2017 - 10h05 em Mundo

A Dove, uma das maiores empresas de produtos de cuidados pessoais, retirou uma propaganda de sabonete líquido em seu Facebook acusada de teor racista por 5,2 mil usuários das redes sociais.

No vídeo, postado originalmente na página da empresa nos Estados Unidos, uma mulher negra tirava uma camiseta marrom, e se tornava outra mulher, branca, ruiva, e com uma roupa clara. Em uma terceira fotografia, a mulher branca se converte em uma jovem morena.

 

 

No Twitter, usuários criticaram a postura da empresa, postando anúncios antigos que sugeriam sabonetes para “clarear a pele”. Nesta segunda-feira (9), a hashtag #BoycottDove foi fortemente replicada. Às 4h30 (horário de Brasília), as ações da Unilever, gigante detentora da marca de cosméticos, registraram queda de 0,39% na bolsa de valores.

Além de apagar definitivamente a postagem, a Dove se desculpou através de mensagem nas redes sociais.

“Em uma imagem publicada esta semana, erramos ao representar as mulheres de cor, e lamentamos profundamente os danos causados”.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!