Primeira edição da Campus Party Bahia é encerrada com festa
14/08/2017 - 9h00 em Tecnologia

A primeira edição da Campus Party Bahia foi encerrada oficialmente na noite deste sábado, 12. A maratona tecnológica, que pela primeira vez aconteceu em um estádio de futebol (na Arena Fonte Nova), superou todas as expectativas: foram cerca de 40 mil visitantes e 3.500 campuseiros, como são chamados os participantes que ficam acampados no evento. Passaram por lá, pessoas de vários países, estados e cidade baianas.

Ao todo, foram 250 horas de conteúdo com palestras, workshops, freeplay, hackathons, dentre outras atividades.

A cerimônia começou às 19 horas e foi realizada no palco principal Feel The Future, com a participação do diretor-geral do evento, Tonico Novaes, e do presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia. O encerramento ainda contou com a premiação dos vencedores, apresentação da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), de Os Jonsóns –  uma banda baiana de rock autoral –  além do desfile de cosplay do Star Wars.  

O campuseiro Bruno Araújo, 21 anos, disse que a viagem de Aracaju até Salvador valeu a pena. “Assisti ao máximo de palestras que consegui e adquiri muito conhecimento durante esses dias na Campus”, afirmou ele.

Estreante no evento, o campuseiro e estudante de sistema da informação, Carlos Souza, 29 anos, revelou que "participar da Campus Party Bahia foi uma experiência única tanto no lado pessoal como profissional". Ele ainda ressaltou que já está ansioso para uma possível segunda edição do evento em 2018.

Importância 

Durante os dias do festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital, diversas personalidades do cenário político baiano marcaram presença na Arena Fonte Nova. Dentre elas, o governador Rui Costa, a senadora Lídice da Mata, além dos secretários Jaques Wagner (Desenvolvimento Econômico), Vivaldo Mendonça (Ciência, Tecnologia e Inovação) e  Walter Pinheiro (Educação). 

A importância do  evento e a sua realização na Bahia cria a expectativa para o povo baiano em relação ao reflexo no cotidiano da cidade, como garante o secretário de Educação Walter Pinheiro:  “Cerca de 300 unidades escolares do estado têm robótica, simulação de voo, além da utilização de aplicativos”. 

Com a estreia da Área Open e do Campus Kids, foi aberta uma possibilidade para os visitantes poderem vivenciar um pouco desta experiência, além de oferecer um espaço para os pais poderem trazer seus filhos para brincar e aprender de maneira interativa.

Neste domingo, 13, será o momento para desmontagem das estruturas e para os campuseiros se organizarem para deixar a Fonte Nova. 

 

 

A Tarde

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!