Para deputado, 'talvez não dê para votar nunca' denúncia contra Temer por falta de quórum
14/07/2017 - 14h11 em Justiça

Apesar da vitória da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o governo estima que até o momento possua 262 votos para rejeitar a denúncia contra Michel Temer (PMDB). No entanto, o presidente precisa ter 342 parlamentares em plenário – o equivalente a 2/3 dos deputados federais – para iniciar a votação. "Talvez não dê para votar nunca. Esse processo vai ficar enterrado na Câmara, para as calendas", afirmou o deputado Beto Mansur (PRB-SP) à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo. Responsável pelos cálculos, o parlamentar disse ainda que outros 80 parlamentares estão indecisos. Os demais, ele acredita, devem votar pela aceitação da denúncia contra o presidente, acusado de corrupção passiva pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A votação foi marcada para o dia 2 de agosto, após o recesso parlamentar.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!