Presos da Mata Escura bebem água de reservatório cheio de baratas
08/06/2017 11:21 em Bahia

O programa Profissão Repórter, da TV Globo, denunciou a situação precária no Complexo Penitenciário da Mata Escura, na noite desta quarta-feira (07), e destacou como vivem as mais de mil pessoas que estão presas no local. De acordo com os presos, que conversaram com a reportagem do programa, são vários os casos de detentos com HIV e tuberculose, por exemplo. Apesar disso, a administração do presídio diz que somente 3 presos foram diagnosticados com tuberculose e 11 com sífilis

 

Uma das situações exibidas pelo noticiário foi o fato do reservatório onde fica a água que os presos consomem e usam para tomar banho estar cheio de baratas e outros insetos. “Eles bebem essa água, tomam banho”, confirmam os agentes penitenciários.

 

Sem se identificar, um detento afirma: “Me encontro preso no corpo 3, na Mata Escura, tem barata, rato”. Outro relata: “A gente está vivendo em um lugar cheio de rato. Os ratos passam em cima da gente enquanto estamos dormindo”.

 

Um outro preso, em tratamento na ala médica do presídio, a qual a reportagem teve acesso via medida judicial, afirma que tratamentos médicos eficientes não são comuns na prisão: “Tenho tuberculose. Tem outro colega com tuberculose e aids. Se ele não sair daqui, vai morrer. Eles só estão fazendo isso porque vocês estão aqui”.

 

 

VN

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE
Para ouvir nossa rádio, baixe o aplicativo RadiosNet para celulares e tablets com Android ou iPhone/iPads.